top of page
  • Foto do escritor PAULO ROSSETTI

A hora de dormir e a sua pele: não “aposte tudo” na harmonização orofacial

Atualizado: 5 de mai. de 2023

A harmonização facial é uma febre no Brasil e no mundo. Consultórios dermatológicos e odontológicos já utilizam diversas técnicas para deixar narizes, lábios e rostos mais belos. Quando bem executada, rejuvenesce.


Saúde da pele não é algo novo: ingestão regular de água e qualidade na alimentação são fundamentais, você sabe. E quando você não dorme na hora certa, a sua pele acorda “cansada”. Cansada ou envelhecida? Tem diferença?


Pouca gente sabe: a saúde da pele também depende de dois fatores novos: a quantidade de calorias que é ingerida por período e se você respeita as fases de claro e escuro.


Em 2017, um estudo mostrou que a pele dos camundongos, que se alimentavam apenas durante o dia, possuía maior capacidade de reparar o DNA afetado pela radiação solar (luz ultravioleta).


Agora, em 2023, uma revisão levanta outra hipótese para explicar porque o horário de dormir (à noite) deve ser respeitado: mais uma vez, a camada basal da pele apresenta de 3 a 4 vezes mais células-tronco na fase S (onde ocorre a duplicação do DNA) durante a noite, e não durante o dia. Este fato também ocorre nos ratos com restrição calórica (aqueles que comem apenas durante o dia).


Entretanto, quando o ritmo circadiano de claro e escuro é interrompido, há mais células sendo danificadas (metabolismo oxidativo normal) do que células novas produzidas (glicólise que ocorre à noite na fase S).


O efeito global nas células da sua pele? Envelhecer.


Na vida contemporânea, horários de sono e alimentação podem ser facilmente alterados durante viagens noturnas, principalmente quando aguardamos pelos voos.


Então, pelos olhos da ciência, dormir cedo não é um conceito tão ultrapassado.


bottom of page