top of page

Leia também:

  • Foto do escritor PAULO ROSSETTI

best of Labline yearbook - o começo da série no Brasil

Atualizado: 30 de mai.


Os quatro volumes da Labline, edições em língua portuguesa, da Santos Publicações Ltda.


Em meio às reviravoltas no mundo analógico com a chegada da tecnologia digital contemporânea, uma coisa é preciso admitir: a fusão de arte e ciência sempre encontradas nos laboratórios de prótese.


Ainda mais quando é possível fazermos verdadeiros livros de arte sobre o assunto (30cm de altura por 22cm de largura não é para qualquer um), daqueles que falam sobre países, com suas paisagens e viagens fantásticas, pelo Brasil e pelo mundo afora, em papel couchê e capa dura.


As edições da best of Labline yearbook, originalmente editadas por László Németh, são assim: um espetáculo, tanto na apresentação visual quanto no conteúdo, e foram produzidas no Brasil pelos esforços dos editores Rui Santos e Vânia Santos.



Detalhe da capa da edição em língua portuguesa, Labline1.0
Detalhe da capa da edição em língua portuguesa, Labline1.0

O número 1.0 traz:


Entrevista: Paulo Kano e a alegria de trabalhar com amor e responsabilidade.


Excelência na reprodução das propriedades ópticas dentais: caso clínico onde a fluorescência e a opalescência no pilar de zircônia foram completadas com uma coroa de dissilicato de lítio.


Feito em 48 horas: detalhes para estratificação de quatro facetas de porcelana nos incisivos superiores.


Branco rosa: uma combinação de cerâmica e resina rosa para um jovem com um defeito traumático severo em metade da dentição superior anterior.


Transformação para personalização do sorriso: uma jovem afetada pela cárie e diastemas na região anterior.


Quando a cor sublima a forma: o passo a passo para individualizar a estratificação, a cor, e a textura em facetas de porcelana.


Uma solução estética e atual: próteses adesivas em dissilicato de lítio para uma paciente jovem com agenesia dos incisivos laterais.


Filosofia biomimética: dentes manchados e com perda da anatomia das bordas incisais.


Planejado, injetado, estratificado: quando o desgaste dentário generalizado ocasiona uma reabilitação oral adesiva completa.


Gotas de cor: a didática do enceramento progressivo colorido misturando os bastões de cera crayon coloridos com a cera odontológica convencional. Uma ideia elegante.


Reabilitação estética com facetas: o modo ultraconservador de restaurar (sim, as peças tinham menos de 0,3mm de espessura)


Restaurações cerâmicas com lentes de contato: o problema dos diastemas e da cor na região anterior e a solução proposta.

33 visualizações

Comments


bottom of page