top of page

Leia também:

  • Foto do escritor PAULO ROSSETTI

Os 100 artigos científicos mais citados em Prótese Dentária - parte 2 de 10

Atualizado: 30 de mai.


Os 100 trabalhos mais citados em Prótese Dentária
Os 100 trabalhos mais citados em Prótese Dentária

Em 2020, a revista The Journal of Prosthetic Dentistry publicou um trabalho, uma análise bibliométrica, dos 100 artigos mais citados no mundo da prótese dentária, entre 1951 e 2019.


Acredito que você, leitor e leitora do meu blog, já tenha visto alguns destes trabalhos. Caso contrário, seria interessante conhecê-los. Boa parte da história e da clínica que fazemos hoje está na lista dos 100 artigos científicos mais citados em prótese.

E como você já percebeu, este é o segundo de uma série de 10 posts.


Vamos matar a sua, a minha e a nossa curiosidade?

Quais são esses trabalhos, curiosidades e o que eles contam?

 

Número 11 (979 citações) - Davies JE. Mechanisms of endosseous integration. Int J Prosthodont 1998;11:391-401.


Dentre as diversas superfícies existentes no mercado, havia uma com duplo ataque ácido (DAE, no original) que se sobressaía. Neste paper, também foi proposto que a superfície do implante deveria reter o coágulo de fibrina para garantir sua estabilidade, propiciando que plaquetas e fatores de crescimento trabalhassem melhor, dando o pontapé nos processos que levariam à cicatrização e formação de uma camada de osso funcional ao redor do implante dentário de titânio. Ainda continuava valendo a frase "reorquestrar os fenômenos que ocorrem após a fratura óssea". John Davies já havia editado o livro "The Bone Biomaterial Interface" e nós mal saíamos que sairia um segundo tomo, o "Bone Engineering", pela EM Toronto Squared (Canadá), no ano 2000. Leituras altamente recomendadas.

 

Número 12 (967 citações) - Skalak R. Biomechanical considerations in osseointegrated prostheses. J Prosthet Dent 1983;49:843-8.


Richard Skalak organizou com P-I Brånemark um dos grandes simpósios em biomateriais, especialmente na área em que P-I trabalhava intensamente: a reologia da microcirculação. Entretanto, neste artigo, somos apresentados aos princípios biomecânicos (ou o que seria) de uma prótese total fixa aparafusada sobre implantes. Engenharia pura. As famosas equações do centroide, as que não conseguíamos resolver não por falta de conhecimento, mas por erros de digitação no artigo original, estão neste trabalho. Mesmo assim, ficava muito claro que os implantes mais distais sofreriam muito o esforço de mastigação, e daí a secção transversal das barras seria mais espessa conforme o tipo de material (liga de ouro, prata paládio).

 

Número 13 (907 citações) - Meredith N. Assessment of implant stability as a prognostic determinant. Int J Prosthodont 1998;11:491-501.


Neil Meredith, através de sua pesquisa e associados, fundou uma empresa: a Osstell. Mas aqui vamos ver sua interpretação sobre a rigidez interfacial do implante com o osso, os primórdios do acelerômetro, e os conceitos das frequências de ressonância (efeito diapasão ida e volta) que levaram à concepção da empresa de mesmo nome. Ainda, os tais valores ISQ seriam motivo de muitas investigações em todos os tipos de próteses nas décadas seguintes, com o desenvolvimento dos smart pegs e dos valores de referência para tentarmos ou não colocar os implantes dentários em carga imediata.

 

Número 14 (884 citações) - Sailer I, Fehér A, Filser F, Gauckler LJ, Lüthy H, Hämmerle CH. Five-year clinical results of zirconia frameworks for posterior fixed partial dentures. Int J Prosthodont 2007;20:383-8.


Este grupo da Suíça tem sido ativo em cerâmicas desde os tempos de Peter Scharer, não? Aqui, talvez um dos primeiros trabalhos clínicos sobre zircônias como próteses fixas, sendo reportadas as taxas de sobrevivência, a análise por MEV das fraturas, e as taxas de sucesso. A secção transversal do conector (16-20mm2), mesmo suficiente, falhou em alguns casos. Um começo promissor que evoluiria significativamente nas próximas décadas.

 

Número 15 (874 citações) - Kelly JR, Nishimura I, Campbell SD. Ceramics in dentistry: historical roots and current perspectives. J Prosthet Dent 1996;75:18-32.


Esse trabalho traz uma revisão sobre alguns aspectos importantes, sendo: 1) desgaste da cerâmica contra o dente antagonista, 2) capacidade de polimento, 3) influência do protocolo de queima na expansão térmica para cerâmicas e metalocerâmicas, 4) usinagem CAD/CAM, 5) adaptação marginal, 6) mecanismos de falha nas cerâmicas livres de metal, 7) aumento da resistência na cerâmica por métodos químicos e físicos, 8) reparo intraoral e 9) critérios para seleção de cerâmicas.

 

Número 16 (846 citações) - Atwood DA. Reduction of residual ridges: a major oral disease entity. J Prosthet Dent 1971;26:266-79.


Muito antes da era dos implantes dentários contemporâneos e do "bundle bone": a sigla RRR, tratada como síndrome, e um número assustador: 25 milhões de americanos totalmente edêntulos. Ainda, a percepção de que um dente, uma vez extraído, provocava mudanças na conformação dos rebordos alveolares, era cada vez mais clara e inevitável.

 

Número 17 (777 citações) - Rosenstiel SF, Land MF, Crispin BJ. Dental luting agents: A review of the current literature. J Prosthet Dent 1998;80:280-301.


Para quem trabalha com agentes cimentantes, este artigo é espetacular! Com textos simples, mas complementados por tabelas explicativas, ele cobre todas as propriedades físicas e químicas dos cimentos odontológicos disponíveis.

 

Número 18 (756 citações) - Zarb GA, Schmitt A. The longitudinal clinical effectiveness of osseointegrated dental implants: the Toronto study. Part III: Problems and complications encountered. J Prosthet Dent 1990;64:185-94.


Uma revisão dos 274 implantes dentários, entre 4-9 anos de acompanhamento, mostrando falhas antes, durante e depois dos estágios I e II (protocolo cirúrgico e protético criado por P-I Brånemark) , com taxas de 89% de sucesso nos implantes e 100% nas próteses totais implantossuportadas. As infraestruturas fraturadas, confeccionadas em prata paládio, foram trocadas para um material de mesma composição, mas com maior elasticidade, e a área do cantilever espessada para 20mm no implante distal.

 

Número 19 (745 citações) - Lombardi RE. The principles of visual perception and their clinical application to denture esthetics. J Prosthet Dent 1973;29:358-82.


A estética na Odontologia. Um trabalho fundamental mostrando como os princípios da proporção áurea se distribuíam na cavidade bucal e como os dentistas poderiam utiliza-los na construção das restaurações.

 

Número 20 (724 citações) - Sorensen JA, Martinoff JT. Intra coronal reinforcement and coronal coverage: a study of endodontically treated teeth. J Prosthet Dent 1984;51:780-4.


Com 6 mil registros clínicos examinados sendo 1273 dentes tratados endodonticamente, não houve diferença de resistência entre dentes com ou sem pinos de reforço intracoronário; a cobertura coronária a taxa de sucesso clínicos nos dentes anteriores superiores e inferiores, mas teve seus efeitos melhores nos pré-molares e molares superiores e inferiores. Muito antes da era plena em Odontologia adesiva que vivemos atualmente.


Comments


bottom of page